segunda-feira, 2 de maio de 2011

Beth cozinha de estar

Por curiosidade profissional, sempre que posso, almoço em restaurantes que funcionam em sistema de bufê. Algumas vezes muito bem, caso do Ráscal, que tem uma mesa de saladas que aprecio bastante.

Tinha ido apenas uma vez, há cerca de cinco anos, ao Beth Cozinha de Estar e minha experiência não foi nada boa. Oferta ínfima de comida mal executada, toda servida em temperatura pra lá de inadequada por preço bem alto.

Como já fazia um bom tempo desde minha até então única visita, voltei hoje ao restaurante, na maior boa vontade, mesmo.

Pequena oferta de saladas, com tigela de folhas diversas, murchas e quentes e também constrangedor tomate fatiado, temperado com patético orégano seco, esse ingrediente ordinário, tão usado em pizzarias delivery. Na mesa ao lado repousavam pastéis muito pesados (tive a impressão que a massa era Frescarini) e gelados, bem gelados.

pois é!
Da mesa quente provei feijão passadíssimo, filé de frango empanado, creme de milho ENLATADO, arroz e outros troços. Algumas coisas estavam mornas e outras simplesmente geladas. Mas, acima de tudo, nada tava gostoso. Bem chato, isso.

Meu suco de laranja estava aguado, passado e não o tomei, obviamente. Assim como apenas provei as terríveis sobremesas e o intragável, queimado e mal tirado café espresso.

Ainda sobre as sobremesas, uma curiosidade... Ao ler no cardápio que os sorvetes são artesanais, perguntei ao garçom se os mesmos eram feitos na casa. Sua resposta foi hilária: "É artesanal da fábrica, senhor!"

Sobre a conta, além de cobrarem três sucos de uva que não tomei, reparei que a coca cola é mais cara que a soda limonada. Cobrar mais caro pelo produto que vende mais é um tipo de esperteza datado, coisa bem anos 80, em minha opinião.

No total, R$160 para duas pessoas, por um almoço mixuruca, com comida bem abaixo da média, pra ser gentil. Só o bufê custou e não valeu R$45. Detalhe: sem álcool!

Taí mais um falso bom e barato, que é todo trabalhado pela mídia, que adora criar uma estórinha, seja ela boa ou ruim. Nesse caso é a de uma simpática senhora que tem um aconchegante restaurante que serve comfort food e zzzzzz...

Tô fora!

22 comentários:

Helcio bueno disse...

Que show de horror. Esse lugar é mesmo medíocre. As massas que vendem na rotisserie são melhores, mas ainda caras. Fui recentemente também no Santinho, outro restaurante amigo da mídia. Gostoso, mas nada de mais. Feijoada bem salgada inclusive numa das vezes que fui. E os jabazeiros fazem a festa...

O Rascal é realmente excelente, vale o preço. Assim como o sinha, que vale muito o preço.

jb disse...

show de horror, mesmo!

ainda não fui ao santinho, por não ser assim o fã número um do capim santo...

viva o ráscal e obrigadíssimo pelo elogio!

abraço!

Adrina disse...

Putz, que comida cara. Ruim então, fica mais cara ainda. Abraço!

jb disse...

sabe que quando saí de lá me bateu uma puta saudade do palhares, aí no centro de bh?

esse sim é bom e barato!

abraço!

Adrina disse...

Olha, não quero semear a discórdia não, mas o Palhares fica a 100 metros do meu trabalho! :) Beijo!

Bruno disse...

Fui no Palhares ontem a noite. O Kaol tá sempre bom demais. Abraço!

jb disse...

palhares reina absoluto no bom e barato!

em são paulo não temos nada parecido!

e o que é aquela deliciosa linguiça caseira?

beijo e abraço!

Guidu disse...

Olá, Jb!

Muito bom o seu blog. E sempre bom ler a opinião de quem repara em um restaurante da porta de entrada até o último número do cupom fiscal!

Você já conhece o Guidu? http://www.guidu.com.br

O Guidu é um guia de entretenimento colaborativo onde você pode conhecer novos bares e restaurantes para o seu blog e ainda pode compartilhar as suas experiências com os outros usuários. Diferente dos outros guias online que trabalham com conteúdo editorial, o Guidu é 100% colaborativo!

Já está convidado a participar. Você pode ser o primeiro a avaliar o "Beth cozinha de estar", aqui: http://www.guidu.com.br/sao-paulo/restaurantes/beth-cozinha-de-estar/

Explore. Indique. Divirta-se!

Qualquer coisa, também estamos no twitter @Guidu =)

Abs,

Gabriel Leicand disse...

Nunca confio em quem cara de boa velhinha.

Cobra disse...

E aquela história de que é propagada por aí, q ela frita ovo na frente dos clientes, e eles ficam loucos com isso...

jb disse...

cobra,

no dia em que fui, ela não estava e quem fritou o ovo foi um cozinheiro. normal, nada demais.

abraço!

Ze Augusto disse...

O suco d'uva é mo selviço. Expertise em pagar imposto hahaha!
Bem fraquinho, tudo parece que está sempre acabando nas travessas.

Fah disse...

Decepcionante! E eu queria muito conhecer o local tão comentado pela critica. Mas eh sempre assim muita propaganda pouco conteudo. Valeu o alerta.

jb disse...

pois é, zé!

engana-trouxa fortíssimo!

fah,

uma pena, não?

abraços!

Luana Orlandi disse...

Gente, tô passada. A historinha contada por vários meios de comunicação é tão diferente! Mas prefiro confiar nos blogueiros. Taí lugar que não fui e, então, será difícil ir.

Claudio Gonzalez disse...

Rapaz, 160 pilas para comer comida de buffet e ainda por cima ruim. Que gastança. Esta mídia gastronômica é mesmo chegada num clubinho de amigos. Outro exemplo de lugar badalado pela mídia e que é MUITO caro e a comida é sem graça é o tal bar da Dona Onça. Gastei R$ 80 para tomar uma cerveja e comer um petisco sem vergonha. Saí de lá com o bolso e o estômago vazios. Um buffet (por quilo) mas decente que fui outro dia é o Casarão, da Rua Aurora. Já foi melhor, mas ainda vale uma visita.

jb disse...

luana,

tudo bem?

realmente não indico uma visita, não!

e obrigado pela confiança!

claudio,

tudo bem?

olha, hoje o dona onça tem minha cozinha de bar preferida na cidade.

adoro a pancetta, linguiça artesanal, sardinhas, arroz de suã, entre outras coisas...

uma pena que não curtiu o lugar!

abraços!

Anônimo disse...

Boa tarde,

Nós do Hotel Emiliano estamos atualizando nosso cadastro de blogueiros gastronomicos. Ficaríamos gratos se o senhor pudesse nos fornecer alguns dados como seu endereço comercial e telefone comercial para contato, junto com seu e-mail e nome completo. Para sua maior segurança e anonimidade, segue nosso e-mail: business@emiliano.com.br.

Atenciosamente,

Philippe Nogueira

jb disse...

boa tarde, philippe!

tudo bem?

meu email é julinho@restaurantesinha.com.br

mas, sinceramente, não entendi qual é o propósito do cadastro.

já que minha idéia sempre é ir aos restaurantes de maneira anônima.

inclusive faz tempo que quero ir ao emiliano!

e espero que saiba o que achei de minha visita aqui, nessa mídia!

abraço!

Bruno disse...

Oficialmente o bufê mais metido a besta do Brasil. Lembro que entrei nele inocentemente, porque tinha uma baita cara de barato e a comida era igualmente com jeito de barata. Comi pouco, achei bem inferior ao quilão no qual almoço todos os dias. Quando pedimos a conta entendi que o tal Beth Cozinha de Estar (wtf é cozinha de estar?) é chique, apesar do item mais nobre do menu ser lombo, arroz, feijão e farofa requentados na mesa do bufê.

jb disse...

pois é, bruno!

abraço!

Anônimo disse...

Prezado,

Quando visitei este restaurante a comida estava bem mais ou menos e a única coisa que me chamou mesmo a atenção foi a empáfia da velha! Dentro daquele balcão ela parecia a Duquesa de Windsor na Abadia de Westminster!